domingo, 10 de janeiro de 2010

Estava Capaz









Estava Capaz


Estava capaz de fazer loucuras contigo.
Arrasar o tempo, inverter as vontades.
Olhar-te, tocar-te, inventar-te.
Colher toda a tua inocência, provocá-la.
Levar-te a onde nunca poderás imaginar.
Extrair de ti todo um sentimento.
Fazer com que sintas a minha alma.
E depois arrastar-te pelos meus sonhos.


Estava capaz de te amarrar por pensamentos.
Experimentar o teu coração, tentar o teu corpo.
Adorar-te, beijar-te, sonhar-te.
Soltar palavras pela escuridão.
Deixá-las circular, apoderarem-se de ti.
Falar-te dos ventos, das chuvas, dos tempos.
Escolher os momentos, viver os instantes.
E depois, deixar o ar apoderar-se de mim



Maio 1991
Enviar um comentário