domingo, 27 de dezembro de 2009

PAZ (PERTURBADA)

                                                   PAZ (PERTURBADA)


Cá dentro tudo em paz.
No silêncio do meu quarto.
Mas lá fora,
O mundo arde, arde de ódio.


Cá dentro tudo é claro.
Cá dentro, nada muda.
Mas lá fora.
O mundo escurece, escurece de raiva.

Esqueceu o significado da paz.
Quando saiu lá fora e.
Regressou infestada de raiva e ódio.

Mas cá dentro tudo em paz.
No silêncio do meu quarto
Apago a luz e vejo-te
Infestada de raiva e ódio.

Um dia quando não puderes voltar
Vais-te julgar.
E eu vou abrir o meu caminho
Por este mundo
Que arde e escurece em morte.

Vou esquecer o que senti (por ti)
Porque afinal.
No silêncio do meu quarto
Tudo continua em paz.

20/01/84

terça-feira, 15 de dezembro de 2009

Musicas de Uma Vida - III

Uma mais de Natal.....

http://www.youtube.com/watch?v=eCr30OVMjHA

NUMA ESPÉCIE DE CÉU

NUMA ESPÉCIE DE CÉU




A música corria lenta.
Peguei na tua mão
Os teus olhos diziam-me, tenta.
Leva-me no teu coração.


As luzes dolentes adormeciam.
Lentamente os nossos corpos dançavam.
Os teus cabelos seduziam.
Enquanto as luzes se apagavam.


A escuridão era total.
Os corpos apertavam-se.
Aproximavam-se de um ponto final.
Aos poucos deliciavam-se.


Nervosos, os lábios tremiam.
Algo ansiavam.
Deixavam tudo o que temiam.
Enquanto deliravam.


Sem contarem, acariciavam-se.
Preparavam o momento.
Com a música, juntavam-se
Esperavam pelo sentimento.


Num sussurro pediste, beija-me.
Hoje perdi a noção.
Quero-te, deseja-me.
Ouve o meu coração.


Os lábios uniram-se
Quentes, doces, picantes.
No escuro, os olhos viram-se
Eternos amantes.


Dezembro 1988

quarta-feira, 9 de dezembro de 2009

Musicas de Uma Vida - II

Música de Natal com alma e sentimento, por uma causa , .....a fome!

Band Aid - Do they know its Christmas time

http://www.youtube.com/watch?v=8jEnTSQStGE


Versão Longa ( Não recomendada a pessoas impresionáveis)


http://www.youtube.com/watch?v=uq7cLKAVFME


sexta-feira, 4 de dezembro de 2009

O Medo das Lágrimas









O medo das lágrimas,
Vai-nos deixando.
A vida real, verdadeira.
Ganha sentido.

A realidade é difícil de enfrentar.
Todos nós temos medo.
Medo de nós próprios.
Medo das lágrimas.

Chorar, as lágrimas vão solucionar.
Esquecer, a meta a atingir.
Superar as amarguras, o medo.
O medo das lágrimas.

Tudo é simples, verdadeiro, real.
A necessidade de nos projectar.
Energia para lutar.
Contra o medo das lágrimas.

Só o medo nos afasta.
Das nossas vontades.
Do amor, da vida.
O medo das lágrimas.

10/06//1985